Carioca
4ª Rodada
Bangu
0
x
3
Encerrado
Flamengo
18/06 - 21h00
Maracanã
Rio de Janeiro (RJ)

Carioca

Bangu 0 x 3 Flamengo - Com Maracanã vazio, Mengão vence no retorno do Carioca

Arrascaeta, Bruno Henrique e Pedro Rocha marcaram os gols da primeira partida que acontece em meio a pandemia do covid-19

Publicado em 18/06/2020
por Agência Estado
Rio de Janeiro, RJ, 18 (AFI) -

O Flamengo venceu o Bangu, por 3 a 0, nesta quinta-feira, no Maracanã, pela quarta e penúltima rodada da fase de classificação da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Com o resultado, o time da Gávea chegou aos 12 pontos, é líder do Grupo A e está classificado para as semifinais.

O jogo foi o primeiro desde o início da pandemia e foi marcado por muita polêmica antes da partida, com Fluminense e Botafogo tentando impedir o retorno da competição por acharem que o surto da covid-19 ainda não está controlado na cidade do Rio de Janeiro. Mas o TJD, no fim da tarde, indeferiu o pedido dos dois clubes e manteve o calendário previsto pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj).

Mesmo durante pandemia, Flamengo vence Bangu na retomada do futebol carioca
Mesmo durante pandemia, Flamengo vence Bangu na retomada do futebol carioca

PRIMEIRO TEMPO
Como se esperava, o início do jogo teve domínio total do Flamengo, que praticamente atuou dentro da grande área do Bangu. Mas o pouco espaço para trabalhar as jogadas foi um problema para o setor ofensivo de Jorge Jesus.

Gabriel, muito preso entre os zagueiros, quase não pegou na bola. Mesmo assim, foi dele o primeiro chute a gol para defesa de Matheus Inácio, aos dez minutos de jogo.

Os destaques foram o lateral-direito Rafinha e o volante Gerson, que nem aparentavam estar mais de três meses longe dos gramados, tal a participação na partida, graças a incrível boa forma física.

O gol saiu aos 17 com o mesmo jogador que fizera o último gol antes da pandemia: Arrascaeta. O uruguaio aproveitou um rebote da zaga do Bangu, após cruzamento de Rafinha, e emendou de pé esquerdo para abrir o placar.

Em ritmo de treino, o Flamengo ainda teve mais duas boas chances pelo menos para ampliar a vantagem. Uma novamente com Arrascaeta e outra com Bruno Henrique, que chegou atrasado para finalizar.

SEGUNDO TEMPO
No segundo tempo, Jorge Jesus aproveitou as novas regras e fez as cinco alterações permitidas. O Flamengo não perdeu o ritmo e conseguiu o segundo gol com Bruno Henrique, após boa jogada de Gabriel pela direita.

Diego Alves poucas vezes foi notado em campo. Em uma delas mostrou estar em bom ritmo, ao fazer bela defesa em chute forte de Juan Felipe.

Mas ainda havia tempo para mais um gol do Flamengo. Pedro Rocha, que substituiu Bruno Henrique, aos 39 minutos, precisou de apenas quatro minutos me campo para receber de Gabriel e mandar para as redes: 3 a 0 e fim de jogo.

PROTESTOS

Do lado de fora do estádio também não pareceu noite de jogo. A movimentação, pequena, foi apenas de pessoas que aproveitaram o calçadão do entorno para a prática de exercícios. O policiamento parecia o de um dia como qualquer outro.

A diferença só foi notada antes do início da partida, quando um grupo de 15 torcedores dos quatro grandes clubes do Rio estendeu faixas contra o presidente Jair Bolsonaro. A manifestação durou poucos minutos.