Sul-Americana
2ª Rodada
Unión La Calera
0
x
0
Encerrado
Fluminense
18/02 - 19h15
Nicolás Chahuán
La Calera (CHI)

Sul-Americana

Unión La Calera-CHI 0 x 0 Fluminense - Fluzão está fora da Copa Sul-Americana!

Como ficou no empate por 1 a 1 na partida de ida, no Maracanã, no Rio de Janeiro, Tricolor das Laranjeiras foi eliminado

Publicado em 18/02/2020
por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 18 (AFI) - O Fluminense está eliminado da Copa Sul-Americana ainda na primeira fase! Na noite desta terça-feira, 18, os comandados do técnico Odair Hellmann foram ao estádio Nicolás Chahuán, em La Calera (CHI), e não saiu de um empate sem gols com o Unión La Calera, pela partida de volta.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS

MAIS DETALHES

A equipe tricolor deixa a competição continental por conta do critério de desempate. Afinal de contas, o confronto de ida, disputado há duas semanas, no Maracanã, no Rio de Janeiro, ficou 1 a 1. Assim, os chilenos avançam por terem marcado gol como visitante, o que os brasileiros não conseguiram.

SEQUÊNCIA
O Unión La Calera, agora, aguarda sorteio - que acontecerá apenas após o final da fase de grupos da Copa Libertadores - para saber qual será o adversário na segunda fase. O Fluminense, por outro lado, volta a campo na quarta-feira, 26, quando visita o Moto Club, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Foto: Divulgação / CONMEBOL
Foto: Divulgação / CONMEBOL

PRIMEIRO TEMPO
O Fluminense entrou em campo disposto a ter a posse de bola, mas o Unión La Calera não se incomodou em ter que se defender, mesmo atuando como mandante. A grande questão, porém, é que os brasileiros tinham dificuldade em criar. Dessa forma, não foi de se estranhar que os chilenos tiveram a primeira boa oportunidade.

Aos 24 minutos, Navarrete foi acionado após bela jogada ensaiada e parou em importante intervenção do goleiro tricolor Muriel. Aos 27, o Fluzão respondeu. Nenê recebeu de Gilberto e bateu com categoria. Entretanto, o experiente meio-campista também parou em defesa do arqueiro Arias.

SEGUNDO TEMPO
Na etapa final, o cenário pouco mudou, mantendo-se o padrão do primeiro tempo. Os brasileiros faziam questão de ter a bola e ditar o ritmo do confronto. Os chilenos, por outro lado, se defendiam bem e tentavam sair no contra-ataque para ameaçar.

E, nesse cenário, aos cinco minutos, Cordero lançou para Sáez, que desviou por cima do travessão defendido pelos tricolores. Já aos 34, Sáez partiu na individualidade e cruzou para Valencia cabecear. Muriel, porém, não teve maiores dificuldades para fazer a defesa.

O confronto ficou ainda mais aberto no final. Aos 42, Yuri soltou a pancada de muito longe, mas pegou bem e parou na defesa de Arias. Aos 43, foi a vez de os chilenos assustarem. Castellani, após rebote em tentativa de Andrés Vilches, mandou para fora, livre, de frente para o gol.