Brasileiro

Seleção FI do Brasileirão é dominada por participantes do massacre ao Flu

O técnico Vagner Mancini foi o escolhido para comandar a equipe da 29ª rodada

Publicado em 14/01/2021
por Agência Futebol Interior

Vagner Mancini foi escolhido como técnico da rodada
Vagner Mancini foi escolhido como técnico da rodada
Campinas, SP, 13 (AFI) - A 29ª rodada do Campeonato Brasileiro acirrou ainda mais a briga pela liderança. O São Paulo terminou na frente, com 56 pontos, mas viu o Internacional encostar, com 53. Fecham o G-4: Atlético-MG (50) e Flamengo (49).

A equipe foi formada com leve domínio do Corinthians, que aplicou uma goleada por 5 a 0 para cima do Fluminense. Os indicados foram Fagner e Mosquito, além do técnico Vagner Mancini, que tirou o Timão de uma luta contra a degola e o colocou perto de uma vaga na Libertadores.

Confira a Seleção FI da 29ª rodada:


Paulo Victor fez um grande jogo com a camisa do Grêmio
Paulo Victor fez um grande jogo com a camisa do Grêmio

Goleiro: Paulo Victor (Grêmio)

É uma peça importante no elenco do técnico Renato Gaúcho. Afinal de contas, quando entra, sempre dá seu recado. Foi o que aconteceu no empate sem gols com o Fortaleza na Arena Castelão. Lá ele completou 100 jogos com a camisa gremista. Uma experiência que vale a pena contar em campo ou no banco de reservas.

Lateral-direito: Fagner (Corinthians)

É um dos pilares do Corinthians há muito tempo. Na goleada por 5 a 0 frente ao Fluminense, tomou conta do setor, chamou a responsabilidade e ainda fez o seu. Não à toa tem o nome sempre lembrado pelo técnico Tite.

FAGNER FALA SOBRE GOLEADA

Espaço incorporado por HTML (embed)

Zagueiro: Rhodolfo (Coritiba)

Usou de toda sua experiência para dar equilíbrio ao sistema defensivo, mais protegido pelo meio-campo coma estreia do técnico Gustavo Morínigo. É uma pena que o Coxa ficou tão atrás na tabela e parece cotado para voltar à Série B.

Zagueiro: Thiago Heleno (Athletico)

A defesa atleticana impõe respeito com ele. É um dos pontos de equilíbrio do time e responsável pela reação do Furacão nas últimas rodadas. Antes do emepate no clássico, o time vinha de três vitórias seguidas em cima de Red Bull Bragantino, Botafogo-RJ e Vasco.

Lateral-esquerdo: Edimar (Red Bull Bragantino)

É força pelo lado esquerdo sempre que está em campo. Desta vez ainda, de cabeça, marcou um dos gols no empate do time paulista com o Atlético-MG. Bem defensivamente, tem ajudado muito o ataque, sendo peça fundamental de Maurício Barbieri.

Jobson deixou o seu contra São Paulo
Jobson deixou o seu contra São Paulo

Volante: Jobson (Santos)

Em um time recheado de reservas, Jobson chamou a responsabilidade e fez a diferença em prol do Santos na vitória por 1 a 0 diante do São Paulo. Foi o jogador mais lúcido da partida e ainda marcou o único gol do duelo. Vem sendo peça importante, mesmo como suplente, do esquema do técnico Cuca.

Volante: Praxedes (Internacional)

Foi lançado durante a competição, ganhou maturidade sob o comando de Abel Braga e agora virou titular. Mais do que isso ele marcou seu primeiro gol como profissional, na vitória por 1 a 0 em cima do Goiás. Detalhe: o garoto, formado na Bse, só tem 18 anos.

Meia: Vina (Ceará)

Vina está 'comendo a bola' pelo Ceará. O jogador fez mais uma partida de alto nível. Ele foi o principal destaque no triunfo do Vozão diante do Flamengo, em pleno Maracanã. Criou as principais oportunidades da equipe, marcou um gol e fez toda a jogada do segundo. É diferenciado.

Meia: Hyoran (Atlético-MG)

Outra vez mostrou maturidade para ajudar o Galo a buscar o empate que parecia impossível já nos minutos finais em Bragança Paulista. Mas correu muito, nunca desistiu e acabou corado com a cobrança de pênalti nos acréscimos.

Meia: Gustavo Mosquito (Corinthians)

Apesar de não ter balançado às redes, o meia Gustavo Mosquito ajudou demais o Corinthians a golear o Fluminense pelo placar de 5 a 0 e manter a equipe paulista na briga por uma vaga na Libertadores de 2021. Ele participou das jogadas do primeiro e do segundo gol, onde ajudou Jô e Cazares a balançarem as redes.

Talles Magno voltou a jogar bem com Luxemburgo
Talles Magno voltou a jogar bem com Luxemburgo

Atacante: Talles Magno (Vasco)

Eleito melhor em campo no clássico com o Botafogo, na vitória por 3 a 0. Mais bem condicionado fisicamente, foi participativo e marcou um dos gols. No final ainda comentou que tem levado ‘duras’ do técnico Luxemburgo, mas que sabe que “isso é para meu bem”.

Técnico: Vagner Mancini (Corinthians)

Vem fazendo um brilhante trabalho à frente do Corinthians. Teve um longo período para treinar e preparar seus jogadores. Quando entrou em campo, viu sua equipe atropelar o Fluminense com uma sonora goleada por 5 a 0. O Timão está louco por uma vaga na Libertadores de 2021.

MANCINI fala sobre MANCINISMO

Espaço incorporado por HTML (embed)