Piauiense

Presidente do maior campeão do Piauí pede afastamento para concorrer a vereador

Com a saída de Campelo, o vice Júlio Arcoverde assume o comando do clube de Teresina até 5 de outubro

Publicado em 06/04/2020
por Agência Futebol Interior

Teresina, PI, 06 (AFI) - Eliminado e com apenas uma vitória no Campeonato Piauiense. Lanterna da Copa do Nordeste. Esse é o Ríver que, agora, também ficou sem presidente. Genivaldo Campelo pediu afastamento, nesta segunda-feira, para se dedicar a campanha política.

"Nação riverina, venho através desta nota comunicar que solicitei à Diretoria do River Atlético Clube e ao seu Conselho Deliberativo, meu afastamento do cargo de presidente", disse o mandatário em nota.

"Em meio a este trabalho com o River Atlético Clube, exercendo a missão de “lutar pelo meio social sem igual”, como reza o hino do clube, pude me aproximar da sociedade de Teresina em geral e, a partir disso, tive a percepção que poderia ajudar ainda mais esta sociedade. Com isso, aceitei o convite para participar do pleito municipal em 2020 como pré-candidato à vereador de Teresina", revelou.

Do futebol para a política. (Foto: Victor Costa/RiverAC)
Do futebol para a política. (Foto: Victor Costa/RiverAC)
SUBSTITUTO!

Com a saída de Campelo, o vice Júlio Arcoverde assume o comando do clube de Teresina até 5 de outubro. Na eleição de 2017, Genivaldo Campelo foi candidato único e, desde novembro daquele ano, comanda o maior campeão piauiense.