Brasileiro

Palmeiras 1 x 1 Atlético-GO - Em novo jogo ruim, Verdão só empata no Allianz Parque

O time de Palestra Itália novamente não conseguiu mostrar um bom futebol

Publicado em 22/02/2021
por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 22 (AFI) - O Palmeiras entrou em campo mais uma vez em 2021, nesta segunda-feira – são 16 jogos nos 53 dias do ano, uma média de pouco mais de uma disputa oficial a cada três dias.

Desta vez, o alviverde ficou no empate por 1 a 1 com o Atlético-GO no Allianz Parque, em São Paulo, partida válida pela 37ª rodada do Brasileiro e foi marcada por dois belos gols e baixa competitividade na primeira etapa e pela falta de criatividade na construção das jogadas no segundo tempo.

VEJA OS DOIS BELOS GOLS DO EMPATE

Com campanhas dentro das expectativas, os dois times fizeram uma partida que mais parecia um jogo-treino. O Palmeiras, de olho nas finais da Copa do Brasil contra o Grêmio, que começam no próximo domingo, entrou em campo com a maioria dos jogadores considerados titulares pelo técnico português Abel Ferreira, que, suspenso, não ficou no banco de reservas.

O time foi comandado pelo auxiliar Vitor Castanheira. A única mudança foi a escalação do lateral-direito Mayke improvisado na direita do ataque.

JOGO FRACO!
O Palmeiras começou a partida com Luiz Adriano buscando ajudar na criação das jogadas, saindo da área e voltando até a intermediária para abrir espaços. Com a marcação alta, o time da casa pressionava o adversário desde a saída de bola.

Palmeiras empata com Atlético-GO
Palmeiras empata com Atlético-GO

Aos 21 minutos, em uma espirrada da defesa goiana, o lateral-esquerdo uruguaio Matías Viña dominou um chutão, partiu para o centro do campo e, de fora da área, com o pé direito, bateu firme para o gol – a bola entrou no ângulo, sem chances para o goleiro Mauricio Kozlinski, um golaço no Allianz Parque.

FALHAS NA MARCAÇÃO
Os dois times apresentavam falhas na marcação. Aos 30, Felipe Melo quase aumentou o placar. Raphael Veiga tinha espaço do mundo para criar, mas não acertava nada e ainda deixava buracos em suas costas.

Aos 40, Rony teve a chance de marcar de cabeça, mas mandou por cima do gol. Dois minutos depois, o castigo. Em uma troca de passes desde a sua área, o Atlético-GO encontrou espaço livre para tramar boa jogada até a bola sobrar para Matheus Vargas, que apareceu com espaço de sobra na entrada da área, recebeu a bola, ajeitou e bateu no ângulo esquerdo de Weverton – mais um golaço na noite.

NADA MAIS!
No segundo tempo, o Palmeiras voltou com Breno Lopes, que não poderá jogar a decisão da Copa do Brasil, no lugar de Mayke. Com menos de 20 minutos e com poucas chances de gol, Castanheira mandou Gustavo Scarpa e Lucas Lima ao campo, mas o Atlético-GO começou a chegar com perigo.

Mais cinco minutos, e Zé Rafael e Wesley também foram para o jogo – o atacante, que passou por uma cirurgia no joelho esquerdo, não entrava em campo desde o mês de novembro.

Com Breno Lopes atuando fora da área e com Rony jogando como centroavante, o Palmeiras sofria para conseguir criar boas jogadas ofensivas. Aos 36, o alviverde trocou passes rápidos na entrada da área. Breno Lopes recebeu na área e bateu para o gol, a bola desviou na zaga e bateu na trave.

Aos 40, Viña recebeu a bola, não encontrou ninguém em condições de receber o passe e arriscou para o gol, para boa defesa de Kozlinski. Fim de jogo. Falta apenas uma rodada para Palmeiras e Atlético-GO se despedirem do Brasileirão.