Paulista

Paulista A2: Ícaro aponta jogo na Javari como divisor de águas para o Santo André

Após momentos de dificuldade, time do técnico Fernando Marchiori se encontrou na competição e agora briga pelo acesso

Publicado em 15/04/2019
por Agência Futebol Interior

Santo André, SP, 15 (AFI) - O Santo André não teve um caminho fácil para chegar à semifinal do Campeonato Paulista da Série A2, mas agora disputará a rodada de volta da fase decisiva com uma boa vantagem após ter vencido o Água Santa por 2 a 0 em casa. Diante do cenário positivo, o zagueiro Ícaro prefere não esquecer os momentos difíceis que o clube passou.

Para o jogador, um dos destaques andreenses na A2, o elenco encarnou um novo estado de espírito a partir da vitória por 1 a 0 sobre o Juventus, na Rua Javari, em jogo válido pela 14ª e penúltima rodada da primeira fase.

“O Água Santa é muito qualificado, tanto que terminou em primeiro, mas a gente colocou na cabeça, desde o jogo da Javari, que seria outro campeonato dali para frente, que seriam todos os jogos uma decisão. A gente vem encarando dessa forma e vem dando certo”, explicou o defensor de 25 anos em entrevista ao programa Diário Esportivo do ABC.

Antes do jogo contra o Juventus, o Santo André vinha de uma seuqência de sete jogos sem vencer. Com o triunfo, foi para a rodada final, contra a Portuguesa, dependendo apenas das próprias forças e venceu por 2 a 0, no Bruno José Daniel, carimbando a vaga às quartas de final, fase na qual passou pelo Rio Claro.

Foto: Reprodução / Diário Esportivo
Foto: Reprodução / Diário Esportivo

FORÇA DA TORCIDA
Contra o time rio-clarense, o Ramalhão teve que sofrer. Depois de uma derrota por 1 a 0 em casa, buscou o triunfo por 2 a 1 em Rio Claro e venceu nos pênaltis. A torcida andreense marcou acreditou e marcou presença para ajudar na classificação. Com a situação mais favorável e a proximidade entre as cidades, Ícaro espera ainda mais apoio no segundo jogo da semifinal, em Diadema.

“É sempre gostoso sentir essa emoção da torcida, perto da gente. Essa torcida do Santo André. A gente empatou jogos, perdeu em casa, e em nenhuma momentos eles deixaram de apoiar. A torcida faz muita diferença. Te dá um ânimo que só a gente que joga sente, nã otem como explicar”, avaliou.

DECISÃO
Valendo o acesso e a vaga na final, o duelo contra o Água Santa está marcado para as 11 horas deste domingo, no Distrital do Inamar. O Ramalhão pode perder por até um gol de diferença que ainda assim avança. Uma vitória por dois gols do Netuno leva a decisão aos pênaltis.