Hulk desperta atenção do mercado, mas tem preferência por Palmeiras e Porto

Atacante de 34 anos está de saída do futebol chinês e fatores pesam para escolha de Verdão ou clube português

Publicado em 20/11/2020
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 20 (AFI) - O atacante Hulk já comunicou que deixará o futebol chinês ao final de seu contrato. O brasileiro tem vínculo com o Shanghai SIPG até dezembro deste ano e desperta atenção no mercado do futebol.

E o destino de Hulk pode estar entre o Palmeiras e o Porto. Segundo informações do site Goal.com, o atacante tem preferência pelo Verdão ou por um retorno à equipe portuguesa, onde é ídolo.

O jogador estaria disposto a abrir mão do salário atual de 16 milhões de euros por temporada (R$ 101 milhões na cotação atual), ainda mais após a federação chinesa estipular teto dos ganhos em 3 milhões de euros por temporada, cerca de R$ 19 milhões.

Hulk tem preferência por Palmeiras ou Porto
Hulk tem preferência por Palmeiras ou Porto

FATOR

Hulk entrou na mira de Inter Miami, dos EUA, e Zenit, da Rússia, equipe em que já jogou, mas revelou que gostaria de voltar a residir em São Paulo ou Porto. O atacante de 34 anos é torcedor declarado do Palmeiras, fator que pode pesar na escolha de seu novo time. Além disso, possui longa amizade com João Paulo Sampaio, coordenador das categorias de base do Verdão, com quem trabalhou no Vitória.

A contratação de Hulk também seria uma estratégia para a candidatura de Leila Pereira à presidência do clube, que vai contar com o apoio do atual presidente Maurício Galiotte em 2021. A dona da Crefisa pode oferecer até 4 milhões de euros (R$ 25 milhões) em salário ao jogador por ano.

No Porto, clube pelo qual atuou entre 2008 e 2012, Hulk receberia cerca de 3 milhões de euros por temporada (R$ 19 milhões) e chegaria para substituir o atacante maliano Moussa Marega, que pode estar rumando à Premier League.

JANELA DE TRANSFERÊNCIAS

A abertura da janela de transferências também pode pesar na escolha do atacante por seu novo clube. Enquanto o Palmeiras poderia inscrevê-lo apenas em março, quando reabre o mercado para jogadores do exterior, o Porto pode contar com o jogador a partir de janeiro, sendo três meses de diferença.