Brasileiro

Série B: Guarani reencontra Ponte Preta com alta rotatividade recente no gol; relembre

Após Emerson, Bugre teve cinco arqueiros diferentes nos cinco últimos clássicos disputados em Campinas

Publicado em 08/11/2019
por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 08 (AFI) - O Guarani tem se notabilizado por não repetir goleiros nos clássicos recentes contra a Ponte Preta.

Desde a 'retomada' do Dérbi Campineiro em 2018, após quatro temporadas, o Bugre não sabe o que dar sequência ao camisa 1, seja por negociação ou opção técnica.

Último nome 'absoluto' no setor, Bruno Brígido foi o dono da camisa 1 no Dérbi 191, disputado em 05 de maio de 2018, no Brinco de Ouro da Princesa.

Apesar da derrota em casa, de virada, por 3 a 2, o arqueiro foi um dos melhores em campo, haja vista as defesas decisivas - uma das mais lembradas foi na finalização de Felippe Cardoso, praticamente nos acréscimos.

Entretanto, o atleta, pouco mais de um mês depois, acertou transferência ao Feirense (POR) e deixou o Bugre a ver navios.

Jefferson Paulino disputa o primeiro Dérbi pelo Guarani - David Oliveira / Guarani FC
Jefferson Paulino disputa o primeiro Dérbi pelo Guarani

O escolhido para o Dérbi 192, realizado em agosto passado, foi Agenor. Mesmo com pouco tempo de casa, aproveitou as falhas recentes de Oliveira, então titular, e agarrou a oportunidade de disputar o embate local.

Com atuação segura, ajudou o Bugre a arrancar empate sem gols, dentro do Estádio Moisés Lucarelli.

EM 2019

A atual temporada completou três confrontos. No Campeonato Paulista, em 16 de março, Giovanni atuou no Dérbi 193, mas não evitou a derrota por 3 a 0, fora de casa.

Em 11 de agosto, em duelo válido pela Série B, Kléver recebeu a oportunidade no Dérbi 194, não correspondeu, tampouco evitou o revés por 1 a 0.

Agora, Jefferson Paulino, eleito o melhor goleiro do Campeonato Carioca, tem a chance de defender o Guarani no Dérbi 195, desta vez diante da torcida, no Brinco de Ouro.

SAUDADES?

O último goleiro com sequência à frente do gol bugrino em dérbi foi Emerson. Um dos principais destaques da geração vice-campeã paulista em 2012, o atleta disputou cinco clássicos entre 2011 e 2013.

No geral, foram três derrotas, um empate e uma vitória. O triunfo, entretanto, foi no 'Dérbi do Século', em abril de 2012, na semifinal do Paulistão.