Eliminatórias - Europa

Globo estaria pensando em não pagar cotas de televisão dos estaduais. VEJA

Segundo Alfredo Sampaio, presidente do Sindicato dos atletas do Rio de Janeiro, o boato veio à tona na última quinta

Publicado em 27/03/2020
por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 27 (AFI) - Chegou nos ouvidos de Alfredo Sampaio, presidente do Sindicato dos atletas do Rio de Janeiro, que a Globo está estudando a possibilidade de não pagar as cotas de televisão referente aos estaduais. Tal medida preocupa, principalmente, os clubes menores, que têm tomado medidas desesperadas para não agravar a situação financeira.

"Informação chegou hoje até mim e espero muito que não ocorra. Os clubes dependem muito das cotas de televisão. Não é hora de ninguém ficar para trás. Minha preocupação maior neste momento é em relação aos campeonatos estaduais. Se houver paralisação das cotas, os atletas de clubes menores ficarão sem salários. A maioria já não tem um mercado após o estadual. São poucos que seguem. Vai ser um cenário muito ruim. Muitas famílias vão ter dificuldade", falou o presidente ao repórter Wellington Campos, da Rádio Tupi.

Globo detém do direito de transmissão dos estaduais
Globo detém do direito de transmissão dos estaduais

"Se, pelo menos, receberem o que estava previsto, a pessoa se prepara para passar o ano com o que receber da competição. Espero honestamente que seja algo equivocado e que a Globo tenha sensibilidade de perceber que tem muita gente dependendo dela. Qualquer tipo de prejuízo poderá ser sanado de alguma forma em acordos futuros. Que essa situação sensibilize a emissora, concluiu.

DEBANDADA!
Muitos clubes pequenos já estão tomando medidas equivocadas e liberando todo seu plantel e comissão técnica, se prevenindo de um possível corte da cota de televisão. Os clubes do interior de São Paulo e Rio de Janeiro, em sua maioria, ainda estão segurando seus atletas, mas poderão mudar de ideia nos próximos dias.

As Federações anunciaram suspensão de suas atividades por 30 dias, preocupando ainda mais os clubes que ficam sem saber se os campeonatos voltarão a ser disputados.