Sergipano

Ex-técnico do Jaciobá-AL é denunciado por cobrar dinheiro de jogador

O meia boliviano Tito Lizandro denunciou Edilson Santos, ex-técnico do Jaciobá e que tem polêmicas no Sergipe

Publicado em 28/03/2020
por Agência Futebol Interior

Aracaju, SE, 28 (AFI) - O futebol brasileiro segue tendo muitos casos de cobranças financeiras ilegais para testes em diversos clubes ou para que os jogadores tenham uma chance no time profissional. E mais um caso foi denunciado, desta vez envolvendo Edilson Santos, ex-técnico do Jaciobá, de Alagoas.

Tito Lizandro
Tito Lizandro
DENÚNCIA

Em matéria publicada pelo Jornal das Alagoas, o meia boliviano Tito Lizandro denunciou o técnico por cobrar R$ 2.526,00 para ter uma chance no Jaciobá.

Entretanto, o atleta apenas treinou e sequer participou de um jogo-treino, além de não ter seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

“Edilson me convidou para vir junto com a possibilidade de disputar a Taça Alagoas e o Alagoano e, se eu tivesse bom desempenho, a Série D.

Mas Edilson me disse que o JAC não tinha dinheiro para pagar a transferência. Ele me perguntou se eu teria como pagar R$ 1,5 mil. Eu disse que tinha e paguei”, disse Lizandro.

OUTROS VALORES

O jogador precisou ainda desembolsar R$ 513,00 para supostamente ser regularizado no BID. Lizandro questionou o diretor do clube Lucilo Brandão, o Xiribi.

"Conversei e ele me disse que não se responsabilizaria por dinheiro entregue ao técnico. Então tive que pagar a taxa (R$ 513) novamente", acrescentou.

No Jaciobá desde dezembro, Lizandro agora não sabe qual é sua situação no clube. Segundo ele, o dirigente Xiribi afirmou que o campeonato não ocorrerá mais por conta da pandemia do coronavírus e que o jogador deve voltar para a Bolívia.

Com 19 anos, Lizandro possui passagens por San Lorenzo, da Argentina, e Club Destroyers, da Bolívia. No Brasil, passou por Estanciano-SE e pela Socorrense-SE.

CONFIRA O ÁUDIO DO JOGADOR EXPLICANDO A SITUAÇÃO:



TÉCNICO SE DEFENDE

Técnico Edilson Santos
Técnico Edilson Santos
Na matéria publicada, Edilson Santos se defendeu, afirmando que o valor foi para a moradia do jogador e que Lizandro sabia que não iria jogar.

"Lizandro não veio enganado e não veio para ser contratado. Ele veio ao Jaciobá ciente de que participaria do grupo como um estágio para ter no currículo", afirmou.

NÃO É A PRIMEIRA VEZ

Ex-técnico do Socorrense e Freipaulistano, ambos do Sergipe, Edilson Santos já se envolveu em polêmicas parecidas em anos recentes.

O Portal Futebol Interior conversou com Marcílio Ferreira da Silva Pontual, Coronel da Polícia Militar do Sergipe e também ex-gerente de futebol do Socorrense.

Coronel Pontual
Coronel Pontual
"No caso desse treinador, Edilson Santos, tenho provas de depósitos em sua conta feitos pelos pais dos garotos e conversas dele pelo WhatsApp.

Eu era gerente de futebol da Associação Desportiva Socorrense em 2017 e ele era o treinador, então, descobri essa podridão", disse Pontual.

NO TJD

Em 2017, Pontual deixou o clube e revelou uma 'Máfia de Profissionalização'. A própria Federação Sergipana de Futebol entendeu a denúncia como grave e encaminhou para o Tribunal de Justiça Desportiva do estado.

Pontual enviou documento de 104 folhas para o TJD-SE e cita Edilson Santos em vários momentos. Também fez denúncias à Polícia Civil, mas nenhum dos órgãos chegou à alguma conclusão até agora.