Libertadores Feminina

Ferroviária 0 x 2 Corinthians - Timão fatura bi da Libertadores Feminina

Em duelo brasileiro, o alvinegro paulista levou a melhor sobre a Ferroviária, que também buscava o segundo titulo continental

Publicado em 28/10/2019
por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 28 (AFI) - É campeã. Na noite desta segunda-feira (28), as meninas do Corinthians se sagraram bicampeãs da Copa Libertadores Feminina de 2019. Em duelo paulista contra a Ferroviária, o time alvinegro levou a melhor e venceu a partida pelo placar de 2 a 0, dando o troco no título do Campeonato Brasileiro, no qual a AFE ficou com a taça. Crivelari e Juliete marcaram os gols da partida.

Neste mesmo formato, que é disputado a Libertadores, o Corinthians já havia sido campeão em 2017, porém naquele ano, a equipe tinha uma parceria com o Osasco Audax. Já a Ferroviária também buscava o bi, já que a equipe foi campeã do torneio em 2015.

Para chegar a grande final, a Ferroviária teve o melhor ataque do torneio com 20 gols marcados. Na primeira fase se classificou na segunda colocação do Grupo B com seis pontos ganhos, depois disso passou por Atlético Huila-COL nas quartas de final, vencendo por 3 a 2 e na semi venceu o Cerro Portenõ-PAR por 2 a 1.

Corinthians vence Ferroviária e é campeão da Libertadores Feminina (Foto: Tiago Pavini/Ferroviária SA)
Corinthians vence Ferroviária e é campeão da Libertadores Feminina (Foto: Tiago Pavini/Ferroviária SA)
Já o Corinthians teve a defesa como seu ponto forte no torneio. e sofreu apenas quatro gols em cinco jogos disputados antes da decisão. Na etapa inicial, o time alvinegro avançou na liderança do Grupo C com sete pontos e um retrospecto de duas vitórias e um empate. Nas quartas passou pelo Santiago Morning-CHI, vencendo por 2 a 0 e depois goleou o América de Cali-COL por 4 a 0.

RÁDIO FI ACOMPANHOU DE PERTO!
A decisão teve transmissão da Rádio Futebol Interior em parceria com a Rádio Cultura de Araraquara. Com narração de José Roberto Ferrari, reportagens de Marcos Chiocchini, comentários de José Riberto Fernandes, plantão de Vaguinho Fiorini e central técnica de Helter Torres, Jackson Trevisol e Marcelo Oyafuso.

PRIMEIRO TEMPO
A partida começou bastante movimentada com chances para os dois lados. Tanto que logo aos nove minutos, o Corinthians conseguiu mandar a bola para o fundo das redes, em uma cabeçada de Tamires, mas como a meia-atacante estava em posição irregular e a arbitra invalidou o lance. Mesmo assim, o time alvinegro não desanimou e continuou em cima.

Enquanto isso, a Ferroviária se defendia bem e tentava responder em contra-ataques rápidos. Em um desses lances, aos 33 minutos, Nenê apareceu de fora da área e soltou o pé, mas a bola pegou muita força e saiu por cima do gol. Já o Corinthians ficou próximo do desempate aos 41 minutos, quando Millene recebeu sozinha na área e de frente para o gol, chutou para fora. Até por conta disso, o primeiro tempo terminou com o placar zerado.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o Corinthians seguiu em cima e nos primeiros minutos do segundo tempo, criou algumas chances. Logo aos nove, Tamires cruzou na área e Victoria Albuquerque cabeceou para fora. Já aos 11 foi a vez de Gabi Zanotti tabelar com Milene e ficar cara a cara com Luciana, mas antecipou demais e perdeu uma grande chance para o time alvinegro.

Porém depois de tanto tentar, o Corinthians chegou ao gol aos 28 minutos. Em um contra-ataque fulminante, Tamires disparou pela esquerda e tocou para Crivelari, que conseguiu se antecipar da zagueiro para tocar de bico para o fundo das redes, praticamente matando a goleira Luciana que nada pode fazer. Nos minutos finais, o alvinegro ainda fez mais um, dessa vez com Juliete que tabelou com Victoria Albuquerque e bateu cruzado para o fundo das redes. Até por conta disso, o clube da capital venceu por 2 a 0.