Paulista

Com força total, Ferroviária espera surpreender o Corinthians na Arena

A última participação da Ferroviária nas fases finais do Paulistão foi em 1993, há 26 anos

Publicado em 22/03/2019
por Agência Futebol Interior

Araraquara, SP, 22 (AFI) - A Ferroviária finalmente está de volta as quartas de final do Campeonato Paulista. Desde que voltou para a Série A1, em 2016, o clube ainda não tinha passado da primeira fase do estadual. Um dos mais tradicionais no interior de São Paulo, o time de Araraquara espera casa cheia para enfrentar o Corinthians na Arena Fonte Luminosa, às 19 horas de domingo. O técnico Vinícius Munhoz vai com força completa para o jogo decisivo.

A última participação da Ferroviária nas fases finais do Paulistão foi em 1993, há 26 anos. Na época a competição era dividida em módulos, verde e amarelo, e o clube avançou para o Quadrangular Final, mas acabou eliminado. De lá pra cá, amargurou descensos e chegou na última divisão do estado em 2000, mas aos poucos foi recuperando o prestígio.

O técnico Vinícius Munhoz exaltou o trabalho do time, que está há sete jogos invictos, com cinco empates e duas vitórias. Na visão do treinador isso é um reflexo da manutenção do elenco que foi finalista da Copa Paulista em 2018.

“Em um campeonato de 12 rodadas a gente tem que valorizar uma campanha de sete jogos sem perder. Esse é um dos pontos de equilibrou da Ferroviária. Isso mostra um pouco do que foi a regularidade desse time durante a primeira fase. De um clube que conseguiu manter seus jogadores”.

Classificada com uma rodada de antecedência, a Ferroviária usou uma formação alternativa contra o Novorizontino, no empate por 1 a 1 da última quarta-feira. A ideia do técnico Vinícius Munhoz, além de poupar seus titulares, era não correr o risco de perder jogador por suspensão – esta segunda fase da competição zera todos os cartões amarelos. Justamente por isso ele vai ter a sua disposição força máxima para o jogo.

O provável time da Ferroviária deve ser: Tadeu; Diogo Mateus, Rayan, Rodrigão e Arthur Henrique; Anderson Uchoa, Tony e Léo Artur; Diego Gonçalves, Felipe Ferreira e Lúcio Flávio.