Paulista

Conselho Deliberativo do Corinthians aprova contas de 2018 apesar do déficit

O prejuízo diminuiu nos últimos meses graças às negociações de jogadores como Balbuena, Rodriguinho e Maycon

Publicado em 15/04/2019
por Agência Estado

São Paulo, SP, 15 - O Corinthians teve aprovada as contas de 2018 em reunião do Conselho Deliberativo na noite desta segunda-feira, no Parque São Jorge, na zona leste de São Paulo. A ampla maioria foi favorável aos gastos do clube que culminaram com déficit de R$ 18 milhões no ano. O prejuízo diminuiu nos últimos meses graças às negociações de jogadores como Balbuena, Rodriguinho e Maycon.

No entanto, a falta de um patrocinador master não permitiu que o clube fechasse no azul. O Movimento Corinthians Grande, que faz oposição a atual gestão, publicou no último domingo nas redes sociais manifesto contrário a administração. Eles questionam especialmente a falta de transparência nas contas da arena e o gasto excessivo na contratação de jogadores reservas.

"O Araos (R$ 20,6 milhões), Richard (R$ 9,8 mi), além das aquisições de parcelas de Juninho Capixaba (R$ 6 mi), Mateus Vital (5,5 mi), Marllon (R$ 2,3 mi) e Fessin (R$ 2 mi)", escreveu em seu Twitter.

VAI DAR CERTO?
No balanço planejado pela atual gestão, a expectativa é fechar 2019 no azul em R$ 650 mil. Os valores não contam os gastos com a arena. Vale lembrar que neste ano o clube fechou com um patrocinador master, o BMG, por R$ 12 milhões e outros seis anunciantes que devem render um total de R$ 40 milhões ao clube. Isso sem contar a parceria com a Nike, que é a fornecedora de material esportivo. Sobre o estádio, em fevereiro, o presidente Andrés Sanchez atualizou as dívidas do Corinthians com a Caixa e com a prefeitura.

"O Corinthians deve realmente R$ 400 milhões, na época pré-Copa para Caixa e BNDES. Hoje está na faixa dos R$ 480 milhões (corrigidos por juros). E pela prefeitura ter demorado para liberação dos CIDs (de R$ 400 milhões), tudo isso acarretou quase R$ 200 milhões a mais de dívida", disse ao BandSports.

MAIS DETALHES
Ou seja, de acordo com o mandatário na ocasião, são cerca de R$ 280 milhões a mais somente em juros do que estava programado para ser pago. O CID é um programa de incentivo fiscal da cidade de São Paulo.

Conselho Deliberativo do Corinthians aprova contas de 2018 apesar do déficit
Conselho Deliberativo do Corinthians aprova contas de 2018 apesar do déficit
A prefeitura emite títulos e o fundo que administra a arena vende para pessoas físicas e jurídicas, que abatem do seu imposto de renda. A atual gestão municipal dividiu esse valor em parcelas anuais até 2023.

Em 2017, a Prefeitura repassou R$ 40 milhões ao fundo. O valor seria o mesmo para 2018, mas o vereador Eduardo Tuma (PSDB) conseguiu o aumento para R$ 45 milhões no final do ano passado. Agora, houve o acréscimo desses R$ 5 milhões, ou seja, R$ 50 milhões no total. A expectativa para 2019 é que entre mais R$ 40 milhões via CID para o pagamento do estádio.