Brasileiro

Jorginho brilha no comando do Coritiba e devolve Coxa a elite do Brasileiro

O treinador teve 71% de aproveitamento à frente do time paranaense

Publicado em 03/12/2019
por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 03, (AFI) - O ano de 2019 do técnico Jorginho foi uma verdadeira montanha-russa de emoções. O treinador viveu de tudo, desde a eliminação para o modesto Aparecidense, na Copa do Brasil, em um jogo recheado de polêmica, quando ainda dirigia a Ponte Preta, até a redenção e o acesso com o Coritiba com mais de 71% de aproveitamento e uma campanha de dar inveja na reta final da Série B.

Apesar de todas as dificuldades no meio do caminho, a qualidade e convicção do treinador nunca mudou. Ciente de que poderia alcançar o acesso à Série A, o treinador, ainda na época que comandada a equipe alvinegra de Campinas, declarou em diversas ocasiões que o time conquistar o acesso. Porém, a passagem do campeão mundial pelo Majestoso terminou após o empate em 2 a 2 contra o Sport, com a Macaca a três pontos do G4.

Albari Rosa / Gazeta do Povo
Albari Rosa / Gazeta do Povo

A solidez no trabalho, entretanto, chamou atenção do Coritiba, tradicional clube que outrora havia demitido Umberto Louzer pela sequência de seis jogos sem vitórias. No Couto Pereira, a profecia de Jorginho se cumpriu.

Em 15 jogos à frente do Coxa, conquistou nove vitórias além de cinco empates e apenas uma derrota.

"Como as coisas acontecem, né. A gente às vezes fica triste, mas Deus faz umas coisas que são impressionantes. Fui mandado embora da Ponte, as coisas não aconteceram lá, e eu estou comemorando o acesso - disse o treinador no gramado do Barradão, onde o Coxa bateu o Vitória por 2 a 1 no último sábado para confirmar a vaga"

AGRADECIMENTO E PERMANÊNCIA

Após conquistar seu segundo acesso da carreira (o treinador subiu o Vasco, da Série B para a Série A, em 2016), Jorginho, que assumiu o Coritiba na nona posição, com três pontos a menos que o quarto colocado, fez questão de lembrar do ex-treinador coxa branca, Umberto Louzer.

"Não posso deixar de registrar o grande trabalho que o Umberto fez. Umberto, você subiu junto comigo esse time. Eu não faria isso se não fosse você pela sua integridade e trabalho. Cheguei aqui com um trabalho muito bem feito. Em outra equipes, já cheguei e precisamos transformar muito. Mas o trabalho que você deixou foi excepcional", em entrevista ao canal SporTV

Albari Rosa / Gazeta do Povo
Albari Rosa / Gazeta do Povo

O treinadortambém deixou claro a intenção de renovar com o time paranaense. Com apenas uma derrota em 15 jogos, o treinador afirmou estar adaptado ao novo clube e o desejo de permanecer na equipe para a próxima temporada.

Apesar disso, o acerto depende de uma conversa com a diretoria para alinhar os objetivos da próxima temporada. O treinador, porém, adotou um discurso vencedor e, inclusive, foi elogiado nas redes sociais ao traçar a Libertadores como meta para o próximo ano.

"Existe a minha vontade de permanecer. Me senti em casa, uma organização muito boa. Sei que temos condições de crescer. Foi um ano difícil porque o nosso maior rival está num ano muito bom, então para a gente era muito importante o acesso. Acredito muito nessa diretoria e no nosso trabalho", finalizou.