Sul-Americana

Colón x Atlético-MG - Na Argentina, Galo tenta amenizar a pressão

Em crise, time mineiro embarcou em um clima tenso na noite desta terça-feira

Publicado em 18/09/2019
por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 18 (AFI) - Em meio à série de cinco derrotas na disputa do Brasileirão, o Atlético-MG começará a disputa das semifinais da Copa Sul-Americana sob grande pressão. Em busca de ao menos amenizar a crise, o time atleticano visita o Colón, no Cementerio de Elefantes, em Santa Fé a partir das 21h30 desta quinta-feira. O jogo de volta será no dia 26, daqui uma semana, no Mineirão. Gols fora de casa não contam como critério de desempate.

Pouco depois de treinar no final da tarde da Cidade do Galo, o time mineiro embarcou em um clima tenso na noite desta terça-feira rumo à Argentina, no aeroporto Tancredo Neves, em Confins. Durante a passagem no saguão do aeroporto, a delegação atleticana foi alvo de protestos de torcedores de uma organizada do clube que o aguardavam no local.

Insatisfeitos com o momento ruim vivido pela equipe, que vem de cinco derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro, eles exibiram uma faixa com a frase "Queremos raça" e também com a palavra "Vergonha".

O meia equatoriano Cazares e o atacante colombiano Chará foram os jogadores mais criticados durante a manifestação e até o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, ouviu cobranças e chegou a conversar com alguns integrantes do protesto.

FORA
Ricardo Oliveira, que segundo informação da assessoria de imprensa do clube mineiro está convivendo com sérios problemas de saúde na sua família, acabou sendo liberado da viagem para a Argentina para poder prestar auxílio ao ente que está enfermo.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em má fase, com apenas um gol marcado nos últimos 21 jogos pela equipe atleticana, o veterano deveria figurar apenas como opção de banco caso viajasse até a Argentina. E outro atleta experiente do elenco que ficou fora da lista de relacionados para este jogo foi o meia-atacante Luan, que não vem conseguindo ter espaço sob o comando de Rodrigo Santana e foi descartado pelo comandante.

Para completar, a equipe atleticana não terá os lesionados Victor, Uilson, Maidana, Jair e Gustavo Blanco neste duelo de ida das semifinais. Confirmado na equipe que pegará o Colón nesta quinta, o meia Vinícius exaltou a importância de o time conquistar um bom resultado em Santa Fé.

COMPLETO
Do outro lado, o Colón vem de uma série invicta de quatro partidas. Satisfeito com o desempenho do time nos últimos compromisso, o técnico Pablo Lavallén indiciou que não deve fazer alterações no time titualr. O atacante Luís Rodríguez chegou a ser dúvida porque perdeu o pai no último domingo, mas voltoua treinar normalmente e vai para o jogo.

“No âmbito pessoal, estou passando por um momento muito crítico com o meu velho. Talvez outra pessoa preferisse ficar com os irmãos e a mãe esperando que Deus decida o que tenha que decidir com o velho. Mas eu decidi estar aqui e jogar. Desde pequeno, ele me dizia que queria me ver jogar na Primeira Divisão", afirmou Rodríguez.