Eliminatórias - Europa

Chapecoense e demais clubes lamentam acidente aéreo com o Palmas

O acidente vitimou o presidente do Palmas, Lucas Meira, os jogadores Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari

Publicado em 24/01/2021
por Agência Estado

São Paulo, SP, 24 - O domingo de consternação com a queda da aeronave que conduzia parte da delegação do Palmas, do Tocantins, e vitimou seis pessoas, reviveu à Chapecoense o acidente de 2016. Na ocasião, 71 integrantes da delegação morreram em acidente semelhante, na Colômbia. Abalado, o clube catarinense fez questão de prestar solidariedade ao time do Centro-Oeste.

Chape prestou sua homenagem ao Palmas
Chape prestou sua homenagem ao Palmas
"É com profunda tristeza que recebemos a notícia da queda do avião que levava atletas e o presidente do do @PalmasFutebol. Infelizmente, sabemos como é este momento de dor insuperável por perdas irreparáveis e gostaríamos que nenhuma outra agremiação tivesse que sentir o mesmo", lamentou a Chapecoense.

"Diante do ocorrido, no entanto, externamos o nosso sentimento de força e a nossa total solidariedade aos familiares, amigos, colegas de clube e torcedores. Vocês não passarão por isso sozinhos."

FATALIDADE!
A notícia do acidente que vitimou o presidente do Palmas, Lucas Meira, os jogadores Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari, além do piloto Wagner, deixou o mundo do futebol em luto. E proporcionou uma onda de solidariedade pelos quatro cantos do País.

Todos, sem exceção, fizeram questão de prestar solidariedade ao Palmas-TO. O clube se dirigia para Goiânia, onde enfrentaria o Vila Nova, nesta segunda-feira, pela Copa Verde.

Os jogos de todas as competições deste triste domingo de futebol vão ter um minuto de silêncio em homenagem às vítimas.