Brasileiro

Série C: Cartola do Vila Nova nega acerto com volante do CRB: 'Nenhuma negociação'

Tigre estaria interessado em Moacir, que disputou 11 partidas com a camisa dos alagoanos na temporada

Publicado em 17/11/2020
por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 17 (AFI) - Lutando pela classificação para a segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série C, o Vila Nova-GO estaria interessado em contratar o volante Moacir, que disputou 11 partidas pelo CRB-AL, defendeu os colorados em 2018 e soma passagens por clubes como Atlético-GO, Coritiba, Paraná, Corinthians e Sport. O vice-presidente executivo vilanovense, Leandro Bittar, comentou a possibilidade.

"Não tem nenhuma negociação com o Moacir, a gente está atento ao mercado. Se tiver alguma oportunidade que a gente considera interessante, uma posição que achamos que que vale a pena trazer, é claro que iremos tentar reforçar o nosso elenco. Mas temos até o dia 2 (dezembro), pra poder fazer as substituições nas inscrições do campeonato, então, até lá, muita coisa pode acontecer. Vamos ver como é que vai se desenhar, o nosso foco, nesse momento, é classificação", declarou ao Sistema Sagres de Comunicação.
Moacir - Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians - Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Moacir - Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
"Não tem nenhuma negociação com o nosso elenco principal no momento. Agora, a gente sabe, todo jogo tem visitas de empresários que vêm, olham, analisam, fazem consulta e é natural. Todos os campeonatos estão chegando numa data que vence o prazo de inscrição, é natural também que tenha esse tipo de consulta, mas, no nosso principal, não tem nenhum jogador sendo negociado",
completou.
Com 24 pontos, o Tigre aparece na terceira colocação do Grupo A, quatro à frente do Manaus-AM, primeiro fora da zona de classificação para a segunda fase. Volta a campo às 17h de sábado (21), no estádio Frei Epifânio, em Imperatriz (MA), pela antepenúltima rodada da primeira fase.
"Eu acho que é nossa obrigação ter um bom desempenho. Independente do adversário que a gente vai enfrentar, não é porque o Imperatriz está rebaixado, que a gente pode sentar em cima e achar que vai ter o resultado de qualquer jeito. Não, a gente precisa jogar, retomar a confiança e voltar a ter aquele desempenho que a gente teve. Os atletas sabem, a gente treina muito durante a semana, a gente que acompanha sabe do que eles são capazes. Então, a gente tem conversado muito nesse sentido", encerrou.