Brasileiro Feminino

Patrocinador máster do masculino, banco acerta com time feminino do Corinthians

BMG estampa uniforme do time feminino a partir do clássico contra o Palmeiras, neste domingo

Publicado em 07/02/2020
por Agência Estado

São Paulo, SP, 7 - O futebol feminino do Corinthians terá um novo patrocinador máster para a temporada de 2020. A partir deste domingo, no clássico contra o Palmeiras, em Vinhedo (SP), pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro Feminino A1, o banco BMG ocupará o espaço principal da camisa corintiana. O anúncio oficial foi feito nesta sexta-feira nas redes sociais.

Patrocinadora do time masculino desde o ano passado, o BMG colocará a marca do Meu Corinthians BMG, o banco digital 100% gratuito do corintiano, na camiseta da equipe feminina, estendendo assim o seu apoio a mais uma modalidade do clube. Os valores não foram revelados pelas duas partes.

BMG será agora o patrocinador dos times masculino e feminino do Corinthians (Foto: Divulgação/Corinthians)
BMG será agora o patrocinador dos times masculino e feminino do Corinthians (Foto: Divulgação/Corinthians)

APOIO

A diretora do futebol feminino do Corinthians, Cristiane Gambaré, celebrou o acerto com o BMG, destacando a força do projeto alvinegro e o potencial com a nova parceria.

"O BMG acreditou no futebol feminino do Corinthians por sermos um projeto vencedor. Somos respeitados pelo que fazemos no campo e fora dele, em nossa gestão pautada pelo desenvolvimento e pela responsabilidade. Não tenho dúvidas de que esse acordo é mais um grande passo para a modalidade, e estamos felizes em ter um parceiro de peso como o Banco BMG conosco", definiu.

Ana Karina Bortoni Dias, presidente do banco, comemorou a extensão do apoio, colocando-o como uma evolução natural.

"O apoio à equipe feminina é uma evolução natural de nossa parceria. Com a medida, buscamos ampliar as oportunidades de desenvolvimento do esporte para meninas e mulheres no futebol brasileiro. Queremos contribuir com a evolução da modalidade feminina e dar um passo ruma à equidade de gênero", afirmou.