Brasileiro

Dupla de treinadores quer permanecer no Goiás para a Série B do Brasileiro

Glauber Ramos e Augusto César conseguiram bons números apesar do rebaixamento

Publicado em 23/02/2021
por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 23 (AFI) - A dupla formada por Glauber Ramos e Augusto César não conseguiu livrar o Goiás do rebaixamento para a Série B do Brasileiro, mas os números mostram que a história poderia ser diferente se tivesse mais tempo.

Quando Glauber Ramos e Augusto César assumiram o lugar de Enderson Moreira, o Goiás tinha uma vitória, seis empates e nove derrotas. Com a dupla, o Verdão teve oito vitórias, quatro empates e quatro derrotas.

Glauber Ramos (à esquerda) e Augusto César devem continuar no Goiás (Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC)
Glauber Ramos (à esquerda) e Augusto César devem continuar no Goiás (Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC)
"Provamos que estamos prontos, que temos condições. O grande problema foi a montagem do elenco. Mas os números provam que eu, Augusto e toda comissão técnica estamos prontos para reestruturar a equipe e voltar o Goiás à Série A", disse Glauber Ramos.

Como Augusto César ainda não tem a Licença A, exigida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Glauber Ramos, que era auxiliar-técnico de Augusto no time Sub-20, é quem assinou as súmulas como treinador no Brasileirão.

MONTAGEM DO ELENCO
Sobre a montagem do elenco para a Série B do Brasileiro e demais competições da temporada 2021, Glauber Ramos revelou que a nova diretoria vai atrás de contratações pontuais e criticou os reforços excessivos ao longo de 2020.

"Queremos uma equipe competitiva. Vamos minimizar os erros nas contratações para não ter um elenco cheio, com 50 ou 60 atletas e depois ter que ir encostando. Um elenco competitivo tem que ter qualidade técnica e jogadores que honrem as cores do Goiás. A diretoria vai fazer contratações pontuais com jogadores que tenham condições de vestir essa camisa", finalizou Glauber Ramos.

Já rebaixado, o Goiás se despede da elite do Brasileirão nesta quinta-feira, contra o Vasco da Gama, em São Januário.