Florida Cup

Primeiro rival do Palmeiras em 2020 teve saída de ídolos e jogará sem técnico

Por motivos familiares, Juan Carlos Osorio permaneceu na Colômbia e não embarcou para os Estados Unidos

Publicado em 13/01/2020
por Agência Estado

São Paulo, SP, 13 (AFI) - O primeiro adversário do Palmeiras na temporada 2020 está longe de viver uma fase tranquila. Adversário do time do técnico Vanderlei Luxemburgo na quarta-feira, pela Florida Cup, o Atlético Nacional deixou Medellín no último fim de semana e viajou aos Estados Unidos com uma série de incertezas sobre o elenco e desfalcado até mesmo pelo treinador. Por motivos familiares, Juan Carlos Osorio permaneceu na Colômbia e não embarcou para os Estados Unidos.

O ex-treinador do São Paulo e a da seleção mexicana não viajou para acompanhar o estado de saúde do pai. Após dirigir o time colombiano de 2012 a 2015 e conquistar seis títulos, Osorio voltou ao clube em junho do ano passado e não conseguiu repetir o sucesso. O Atlético Nacional teve uma temporada abaixo do esperado. O clube não conquistou títulos, ficou fora das fases decisivas e não conquistou vaga na Copa Libertadores.

Osório não viajou. (Foto: Atlético Nacional / Divulgação)
Osório não viajou. (Foto: Atlético Nacional / Divulgação)
A virada do ano veio junto com uma reformulação. Os últimos remanescentes do título continental de 2016 se despediram do clube. O lateral Daniel Bocanegra e o zagueiro e ex-capitão Alexis Henriquez eram lideranças do clube, mas optaram por deixar o futebol colombiano. Henriquez ganhou até mesmo uma festa de despedida da torcida no estádio Atanasio Girardot no último fim de semana.

A VER NAVIOS...
Quem também deixou o Atlético Nacional foi um conhecido da torcida do Palmeiras. O atacante argentino Hernán Barcos, de 35 anos, jogou uma temporada no clube e não vai continuar. Os principais reforços para 2020 foram de colombianos que atuavam no Atlas, do México. Jefferson Duque chegou para ser o grande nome do ataque. No meio-campo, o destaque foi a contratação de Andrés Andrade.

O jogador do Atlético Nacional mais conhecido no Brasil é o atacante Vladimir Hernández. Com passagem pelo Santos em 2017, ele nunca se firmou na equipe da Vila Belmiro e se transferiu para o time colombiano no início do ano seguinte. Em Medellín, o reforço foi anunciado com festa na ocasião. Na última temporada, ele atuou em 41 jogos e marcou dez gols.

ÍDOLO NA DELEGAÇÃO
A delegação do Atlético Nacional levará aos Estados Unidos um ídolo entre os membros da comissão técnica. O ex-goleiro René Higuita foi campeão da Libertadores de 1989 pelo clube e se tornou um dos grandes nomes da história da posição. Conhecido por gostar de driblar e de fazer defesas acrobáticas, ele participará na Florida Cup do torneio de ex-jogadores e atua também na equipe de preparadores de goleiros.