Copa do Brasil

Aparecidense-GO x Ponte Preta - Como vai ser a estreia de Jorginho?

A Macaca tem a vantagem do empate por estar melhor colocada no ranking da CBF

Publicado em 12/02/2019
por Agência Futebol Interior

Aparecida de Goiânia, GO, 12 (AFI) - A segunda passagem de Jorginho pela Ponte Preta vai começar nesta terça-feira, quando o treinador faz sua estreia diante da Aparecidense, às 19h15, no Estádio Anibal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia, pela primeira fase da Copa do Brasil.

A classificação para a segunda fase será decidida em jogo único e a Macaca tem a vantagem do empate por estar melhor colocada no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Quem passar vai encarar Bragantino-PA ou ASA, que se enfrentam na quarta-feira, no Pará.

O que está em jogo também é uma premiação de R$ 625 mil para quem passar. Os clubes não negam que esse é um incentivo para lá de importante.

A Ponte Preta vai em busca da classificação diante da Aparecidense na Copa do Brasil (Foto: Fábio Leoni/Ponte Press)
A Ponte Preta vai em busca da classificação diante da Aparecidense na Copa do Brasil (Foto: Fábio Leoni/Ponte Press)
MUDANÇAS NO CAMALEÃO
Em relação ao time que esteve em campo contra o Novo Horizonte, por 2 a 1, na última sexta-feira, o técnico Edson Júnior deve fazer duas mudanças. O lateral-esquerdo Rayro foi liberado pelo departamento médico e entra no lugar de Willian. Quem também estava contundido e volta é o atacante Uederson na vaga de Aleilson.

"Mapeamos bem os últimos três jogos da Ponte Preta e assistimos o jogo contra o São Paulo. Eles mostraram muita qualidade", elogiou o técnico Edson Júnior, que fez sua estreia no comando do Camaleão na última sexta-feira.

ESTREIA NA MACACA

Contratado para substituir Mazola Júnior, Jorginho foi apresentado oficialmente na última segunda-feira, no mesmo dia que comandou seu primeiro treinamento. O treinador acompanhou a vitória sobre o São Paulo, por 1 a 0, nos camarotes do Moisés Lucarelli e não deve fazer mudanças drásticas entre os 11 titulares escalados pelo auxiliar-técnico João Paulo Sanches.

"Para esse jogo tenho que dar uma continuidade ao que o João fez no último jogo. Tenho uma forma de trabalhar, uma metodologia de treinamento. Após o jogo com o Novorizontino, temos aproximadamente oito dias e algumas semanas com tempo bom para trabalhar. Aí sim pode inserir algumas situações", disse Jorginho.