André Gaspar ainda acredita em vaga do Daegu na Liga dos Campeões da Ásia

Daegu tem quatro pontos de desvantagem em relação à zona de classificação ao torneio continental

Publicado em 08/11/2019
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 08 (AFI) - O Daegu vem de resultado negativo em jogo de mata-mata na busca por vaga na Liga dos Campeões da Ásia.

O time dirigido pelo técnico André Gaspar foi derrotado pelo Jeonbuk, pelo placar de 2 a 0, na Arena Floresta. Apesar do revés, ainda segue com chances de alcançar a classificação ao torneio continental.

O JOGO

O Daegu foi surpreendido pelo adversário logo aos dez minutos, em contra-ataque fulminante. Após sofrer o gol, o clube mandante teve várias oportunidades de ir para o vestiário com vantagem no marcador, mas pecou na eficiência.

Na etapa inicial, foram, pelo menos, quatro oportunidades claras, sendo duas com o atacante brasileiro Cesinha, o qual carimbou a trave.

No segundo tempo, a equipe sul-coreano levou um banho de água fria. Logo aos dois, em saída errada, o Jeonbuk aproveitou e ampliou.

André Gaspar quer levar Daegu à Liga dos Campeões da Ásia
André Gaspar quer levar Daegu à Liga dos Campeões da Ásia

Apesar de 2 a 0 contra, o Daegu não se entregou em campo. Gaspar, então, acionou o artilheiro Edgar e, aos 35 minutos, os donos da casa reclamaram muito de pênalti não anotado em cima de Cesinha.

"Criamos muitas oportunidades na primeira etapa. Poderíamos virar o jogo antes do intervalo. No retorno, levamos um gol logo no início em um erro nosso. Tentamos a buscar o empate pelo menos, mas amargamos o resultado negativo", lamentou o comandante.

O QUE VEM POR AÍ?

O Daegu tem mais duas partidas para tentar classificação - o objetivo é ficar entre os três primeiros colocados, o que dá vaga na Liga dos Campeões da Ásia, competição na qual já disputou na atual temporada e com boa campanha.

"É claro complicou, mas há chances de buscar nossa classificação. Restam mais duas partidas e estamos a quatro pontos do terceiro. É mirar a vitória na próxima partida e torcer por um tropeço do nosso concorrente, o qual tem confronto direto na última rodada", projetou

SAIBA MAIS

Em 2015, após bom trabalho no comando do Bragantino, Gaspar recebeu convite para ser auxiliar técnico no Daegu.

No ano posterior, alcançou acesso à primeira divisão nacional e, depois de duas temporadas na função, recebeu a oportunidade de ser o comandante principal na K-League, a primeira divisão da Coreia do Sul.

Já no ano à frente do cargo, escapou do rebaixamento, quebrou tabus e bateu o recorde de vitórias e invencibilidades.

Como consequência, faturou a taça inédita da Copa da Coreia sem perder, com 100% de aproveitamento em seis jogos - 21 gols marcados e apenas quatro sofridos, carimbando passaporte à Liga dos Campeões da Ásia pela primeira vez.