São Paulo tenta evitar que saída de Pinotti afete planejamento de 2018

A tendência é de que o presidente do São Paulo defina ainda nesta semana um substituto para Pinotti

Publicado em .

São Paulo, SP, 07 - O pedido de demissão de Vinicius Pinotti, então diretor executivo de futebol do São Paulo, na quarta-feira, pegou muita gente de surpresa, ainda que a relação dele com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, já estivesse conturbada. De olho em 2018, o clube agora tenta evitar que a saída de Pinotti possa atrapalhar o planejamento para a próxima temporada.

São Paulo tenta evitar que saída de Pinotti afete planejamento de 2018
São Paulo tenta evitar que saída de Pinotti afete planejamento de 2018
Nos corredores do Morumbi, há receio de que negociações de possíveis reforços, em que Pinotti era um dos principais agentes do São Paulo, possam ser afetadas. Um exemplo é a avançada conversa que o time, através de Pinotti, tinha com o Bahia pelo goleiro Jean.

O Estado apurou que o São Paulo, porém, confia no trabalho do advogado do departamento de futebol, Alexandre Pássaro, e do diretor adjunto Fernando Chapecó, que continuam nos cargos. Eles devem conduzir e ganhar maior protagonismo nas negociações, juntamente com Leco.

A tendência é de que o presidente do São Paulo defina ainda nesta semana um substituto para Pinotti. O ex-jogador Raí é visto como o nome mais cotado para assumir o cargo.