Paulistão: Petros critica demissão de diretor do São Paulo: 'Era tudo que não precisávamos

O volante Petros lamentou a saída de Vinícius Pinotti, se mostrando surpreso

Publicado em .

São Paulo, SP, 06 - O volante Petros lamentou a saída de Vinícius Pinotti do departamento de futebol do São Paulo. O ex-diretor pediu demissão na manhã desta quarta-feira por divergências com o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

"Foi uma grande surpresa", disse Petros, em entrevista ao Sportv, em evento beneficente no estádio do Nacional, na capital paulista. "Não sei o que aconteceu. Mas era tudo que a gente não precisava, um presente de Natal desses, depois de um ano tão complicado."

Petros exaltou a relação dos jogadores com a diretoria tricolor e disse ter sido avisado pelo próprio Pinotti. "Eu estava no vestiário quando vi a notícia. O Vinicius me mandou uma mensagem que não fazia mais parte do grupo. Mas ele era importantíssimo. Não posso opinar porque não sei o que aconteceu, mas ele era um cara que estava 100% dedicado ao projeto do São Paulo."

(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)
(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Diferentes hipóteses tentam explicar o motivo da saída de Pinotti do São Paulo e a "gota d'água" da relação com Leco. Uma delas é de que o ex-diretor não teria gostado de o presidente tricolor ter tido uma conversa privada com dirigentes do Cruzeiro, que estariam interessados em Lucas Pratto.

Outra dá conta de que Pinotti insistia na demissão de Dorival Junior e que teria procurado, por conta própria, o técnico Jair Ventura, do Botafogo, para verificar a possibilidade de que ele fosse contratado no Morumbi em 2018. A divergência sobre o comando técnico do time, portanto, teria sido o motivo da decisão do então diretor.

Sem Pinotti, o São Paulo começa a pensar em possíveis substitutos. O perfil buscado é de um profissional com experiência de gestão e que tenha forte ligação com futebol. Raí é apontado como o favorito a substituir Vinicius. Cafu, Zetti e Leonardo também são nomes citados nos corredores do Morumbi.