Paulista A2: Goleiro exalta defesa do São Bernardo, a menos vazada do torneio

"É um sistema que funciona com a ajuda de todos, em situações treinadas pelo Wilson", afirmou o experiente Daniel

Publicado em .

São Bernardo do Campo, SP, 13 (AFI) - Desde 2013, o torcedor do São Bernardo se acostumou a ver um homem defendendo as cores amarela e preta do Tigre: Daniel. O goleiro, hoje com 36 anos, tornou-se símbolo da equipe. Em 1080 minutos em campo na Série A2 do Paulistão dessa temporada, o goleiro foi vazado apenas nove vezes, ou seja, 0,75 gol por jogo.

Identificado com o torcedor e com as cores do Bernô, o goleiro já projeta o futuro no clube, mas de olho no sonho de conquistar o acesso nessa temporada.

“Fico muito feliz por termos a defesa menos vazada do Campeonato. Isso é motivo de orgulho para mim e todos os atletas que compõe o sistema defensivo. Mas isso é mérito de todos os jogadores, não só de quem está atrás. É um sistema que funciona com a ajuda de todos, em situações treinadas pelo Wilson. Temos de estar atentos a todo o momento”, afirmou Daniel.

Daniel acredita que nomes de experiência podem levar Bernô longe nesta A2
Daniel acredita que nomes de experiência podem levar Bernô longe nesta A2
O goleiro também falou sobre até onde ele acredita que o São Bernardo poderá ir no torneio.

“A gente pode chegar onde sonharmos e fizermos por merecer. Sempre almejo coisas grandes no Campeonato. Não dá para disputar uma Série A2 com a campanha que estamos fazendo, sem pensar, no mínimo, em nos classificarmos no G4. Esse é o primeiro passo. Depois, tentar transformar esse G4 em uma posição entre os dois primeiros. Nosso sonho é o acesso e estamos cientes da dificuldade nesse fim de competição, mas temos de criar novas alternativas e surpreender a todos”, disse o goleiro.

O arqueiro também falou sobre como ele vê o espírito da equipe nessa A2. E afirmou que acha que pode liderar o time ao título, ao lado de outros nomes de experiência do elenco.

“Vejo um espírito de jogadores que sonham em mudar suas vidas e mudar o patamar de vida de suas famílias. Para alcançarem isso, vejo raça e determinação em seus olhos. O Wilson nos lembra a todo momento que o que muda a vida de um jogador é a conquista”

“Espero junto ao Wilson, Dogão, Francismar e outras lideranças do nosso elenco, ajudar e proferir palavras positivas para voltarmos a disputar o Paulistão na elite. Espero contribuir da melhor forma possível dentro e fora de campo para conseguirmos esse objetivo”, finalizou.