Para voltar a atuar, corpo jurídico de Guerrero recorre à última instância na Suíça

A ideia dos advogados de defesa é que o jogador volte a atuar ainda em 2018 para estrear pelo Internacional

Publicado em .

Porto Alegre, RS, 13 (AFI) - A defesa de Paolo Guerreiro segue fazendo de tudo para que o atacante volta a campo ainda nessa temporada para quem sabe fazer a sua estreia com a camisa do Internacional. Até por conta disso, nessa quinta-feira, os advogados do peruano entraram com um recurso, em última instância, na Justiça da Suíça para tentar revogação da punição por doping.

Enquanto isso, o corpo jurídico do atacante aguarda uma manifestação da FIFA e da Agência Anti-drogas (Wada, na sigla em inglês) sobre o pedido. De qualquer forma, ainda não há uma data para a resposta definição da ação, mas a expectativa do atleta e do Internacional é que isso acontece na próxima semana.

Para voltar a atuar, corpo jurídico de Guerrero recorre à última instância na Suíça
Para voltar a atuar, corpo jurídico de Guerrero recorre à última instância na Suíça
Em agosto dessa temporada, a Justiça da Suíça revogou o efeito suspensivo que dava ao atacante o direito de entrar em campo. Como Guerrero já cumpriu cinco meses, teria que ficar afastado por mais sete meses dos gramados. Assim, ele poderia estrear pelo Inter em abril de 2019.

Em cima de uma definição, Guerreiro esteve no Tribunal Constitucional do Peru, na quarta-feira. O centroavante esteve no local para consultar a possibilidade de apelar da decisão do Tribunal Federal Suíço à Corte Internacional de Direitos Humanos. Recentemente, também se reuniu com o presidente do país de origem, Martín Vizcarra em busca de apoio para a empreitada jurídica na Suíça.