Cássio nega 'pipocada' de Rodriguinho e diz que estudou cobradores do Inter

Rodriguinho estava na lista dos cinco primeiros cobradores de pênalti, mas o técnico Fábio Carille teve que tirá-lo da lista

Publicado em .

São Paulo, SP, 20 - A eliminação do Corinthians na Copa do Brasil diante do Internacional teve como uma das polêmicas o fato do meia Rodriguinho ficar de fora da lista de batedores do time na disputa de pênaltis, algo que causou irritação entre alguns torcedores, já que o jogador é um dos mais importantes e líderes da equipe alvinegra. Nesta quinta-feira, o goleiro Cássio saiu em defesa do companheiro e negou que algum atleta tivesse "pipocado", como dizem os corintianos.

"De maneira nenhuma e vejo até como uma pergunta inadequada. Pênalti é uma coisa muito particular, em que o cara se sente bem para bater ou não. Não existiu isso (fugir da cobrança). Alguns se sentem mais à vontade, outros não", disse o goleiro, responsável, ao lado de Balbuena, para "dar explicações" sobre a eliminação nesta quinta-feira.

Cássio não conseguiu parar o Inter nos pênaltis
Cássio não conseguiu parar o Inter nos pênaltis

Rodriguinho estava na lista dos cinco primeiros cobradores de pênalti, mas o técnico Fábio Carille teve que tirá-lo da lista, após o jogador alegar cansaço e cãibra. Assim, o treinador colocou Maycon e Guilherme Arana entre os batedores e os dois garotos acabaram desperdiçando suas cobranças.

Cássio chegou a defender o pênalti cobrado por Ortiz, mas outros quatro gols foram marcados pelo Inter nas cobranças. O goleiro corintiano disse que estudou a forma dos colorados baterem a penalidade, mas acabou sendo enganado por eles durante a partida.

"Eu estudei, mas eles bateram nos cantos diferentes. O menino que peguei o pênalti mesmo, foi no canto que vi que ele batia. Dois jogadores esperaram até o último momento e, no geral, eles foram mais felizes e competentes", resumiu.

O goleiro ainda se esquivou sobre o assunto de ser considerado um goleiro pegador de pênaltis. "Difícil falar isso. Teve o Dida e o Taffarel, mas muitas vezes em decisões eles não conseguiam pegar tanto. Hoje, existe um estudo maior. Como sou um goleiro grande, muitas vezes o cara tenta bater em cima da hora e, às vezes, manda para fora. Mas não sei falar exatamente (se é pegador de pênaltis)", comentou.

O elenco do Corinthians se reapresentou nesta quinta-feira, em preparação para o clássico com o São Paulo, no domingo, pela semifinal do Campeonato Paulista. Os titulares fizeram trabalho regenerativo enquanto os reservas foram para o gramado realizar uma atividade tática. Na sexta, a atividade será pela manhã. A tendência é que a equipe seja a mesma que enfrentou o Internacional, na quarta-feira.