-->

Figueirense 1 x 1 Goiás – Não era a estreia que Milton Cruz esperava

O empate no Orlando Scarpelli manteve o Figueira na zona de rebaixamento e o Verdão próximo dela

Publicado em .

Florianópolis, SC, 12 (AFI) – A partida realizada na noite deste sábado marcou a estreia de Milton Cruz no comando do Figueirense - substituiu Marcelo Cabo -, mas o resultado acabou não sendo bom. Jogando no Estádio Orlando Scarpelli, o time catarinense ficou no empate com o Goiás, por 1 a 1, na primeira rodada do returno do Campeonato Brasileiro da Série B.

Apesar de não perder há três jogos, o Figueirense está na zona de rebaixamento, ocupando o 18º lugar, com 21 pontos. O Goiás, que não ganha há três rodadas, segue ameaçado e já vê o acesso como um sonho distante. Com 24 pontos, o time esmeraldino caiu para o 15º lugar.

VERDÃO MELHOR

A partida começou movimentada e os dois times criaram boas oportunidades antes dos dez minutos. Henan recebeu em velocidade e soltou a bomba por cima do gol. Na sequência, Carlinhos cruzou, Leandro Almeida escorregou e a bola sobrou para Gustavo, que dominou e na hora da finalização foi desarmado por Iago.

A partida contra o Goiás marcou a estreia de Milton Cruz no comando do Figueirense
A partida contra o Goiás marcou a estreia de Milton Cruz no comando do Figueirense

O Goiás era melhor em campo e quase abriu o placar aos 29 minutos. Após escanteio cobrado, a bola caiu nos pés de Carlos Eduardo, que dominou e finalizou rasteiro para boa defesa de Saulo. Os catarinenses abusavam da ligação direta e não conseguiam chegar com perigo ao gol defendido por Marcelo Rangel.

Apesar de esboçar uma melhora nos minutos finais do primeiro tempo, o Figueirense encontrava muitas dificuldades para finalizar, apostando nas bolas aéreas, também sem efeito.

LÁ E CÁ

O segundo tempo começou bastante equilibrado até os 12 minutos, quando o Goiás abriu o placar no Orlando Scarpelli. Victor Bolt deu um grande lançamento para Carlos Eduardo, que invadiu a área e bateu no cantinho de Saulo. Pressionado pela torcida, o Figueirense buscou o empate.

Aos 27, Henan tentou o toque por cobertura de Marcelo Rangel e acabou sendo derrubado pelo goleiro adversário. O árbitro assinalou pênalti e Zé Love soltou a bomba, não dando chances para o camisa 1 esmeraldino. E a virada alvinegra quase veio na sequência.

Luidy bateu cruzado e Leandro Almeida por muito pouco não conseguiu completar de carrinho. A bola saiu pela linha de fundo. O Goiás desperdiçou uma chance incrível aos 38 minutos. Alex Alves ajeitou de cabeça e Aylon, livre dentro da pequena área, chutou para linda defesa de Saulo.

A partida ficou aberta nos minutos finais. Henan recebeu em velocidade após o Goiás perder a bola no meio-campo e finalizou na rede pelo lado de fora. Nos acréscimos, Lucas Silva errou o chute e a bola sobrou para Henan. Livre de marcação, o artilheiro soltou a bomba e Marcelo Rangel defendeu.

PRÓXIMOS JOGOS

O Figueirense volta a campo na próxima terça-feira, contra o Náutico, às 21h30, na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, enquanto o Goiás recebe o América-MG, no Estádio Olímpico, em Goiânia. Esse será o terceiro dos cinco jogos que o time esmeraldino cumpre com os portões fechados. As duas partidas são válidas pela 21ª rodada.

Ficha Técnica

  • Fase
    Única
  • Rodada
    20ª rodada
  • Data
    12/08/2017
  • Horário
    19h00
  • Local
    Orlando Scarpelli - Florianópolis - SC
  • Árbitro
    Bruno Arleu de Araujo - RJ
  • Assistentes
    Luiz Antonio de Oliveira e Gabriel Conti Viana - RJ
  • Renda
    R$ 83.115,00
  • Público
    3.953 pagantes
Cartões Amarelos
Figueirense-SC: Renan Mota, Juliano
Goiás-GO: Alex Alves, Marcelo Rangel, Pedro Bambu

Gols
Figueirense-SC: Zé Love 27' 2T
Goiás-GO: Carlos Eduardo 12' 2T
Figueirense-SC
Saulo;
Ferrugem (Dudu Vieira), Bruno Alves, Leandro Almeida e Iago (Lucas Silva);
Patrick, Zé Antônio, Juliano e Renan Mota (Luidy);
Henan e Zé Eduardo.
Técnico: Milton Cruz
Goiás-GO
Marcelo Rangel;
Pedro Bambu, David Duarte, Alex Alves e Carlinhos;
Willians, Victor Bolt (Péricles), Ramires e Andrezinho (Tiago Luis);
Carlos Eduardo e Gustavo (Aylon).
Técnico: Argel Fucks