Ponte Preta x Atlético-PR - Se não ganhar, pode decretar o rebaixamento!

A Macaca não vence há três rodadas e precisa do resultado positivo para seguir sonhando em permanecer na elite

Publicado em .

Campinas, SP, 14 (AFI) - A Ponte Preta tem, segundo os matemáticos, quase 80% de chances de ser rebaixada para a Série B do Campeonato Brasileiro. Se ainda quiser continuar sonhando com a permanência na elite, a Macaca não pode pensar em outro resultado que não seja a vitória nesta quarta-feira, quando recebe o Atlético-PR, às 17 horas, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 35ª rodada.

A última vez que a Ponte Preta conquistou uma vitória foi há três jogos, quando bateu o Corinthians, por 1 a 0, no Majestoso. Depois disso, perdeu para Bahia e Grêmio, além de empatar com o Coritiba. Na 18ª colocação, a Macaca tem os mesmos 36 pontos do Sport e três a menos que o Vitória, primeiro fora da zona de rebaixamento.

Para deixar o Z4, o time precisa ganhar, torcer para os pernambucanos não ganharem do Palmeiras em São Paulo e para os baianos perderem para a Chapecoense em Chapecó. Além disso, a Ponte precisaria tirar uma diferença de cinco gols no saldo.

Após vencer o Botafogo, por 1 a 0, no Rio de Janeiro, o Atlético-PR subiu para a 12ª colocação e chegou aos 45 pontos, praticamente afastando qualquer risco de rebaixamento. Além disso, o Furacão entrou de vez na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2018, principalmente se o G7 virar G9.

A Ponte Preta precisa da vitória para seguir com chances de escapar do rebaixamento
A Ponte Preta precisa da vitória para seguir com chances de escapar do rebaixamento
PROMOÇÃO MANTIDA!
Assim como vem fazendo nas últimas partidas em casa, a Ponte Preta manteve a promoção de ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) para as arquibancadas central e coberta. O técnico Eduardo Baptista voltou a destacar a força da Macaca quando a torcida comparece no Majestoso.

"A torcida da Ponte já deu mostras de que abraça o time. Quarta é dia de abraçar o time, empurrar. Uma vitória e ficamos bem perto de sair. O time está em evolução", afirmou Baptista.

MESMA FORMAÇÃO
Logo após o empate com o Coritiba, por 1 a 1, no último domingo, em Curitiba, Eduardo Baptista adiantou que iria manter a mesma formação que iniciou o duelo para enfrentar o Atlético-PR. O treinador pontepretano gostou do comportamento dos jogadores e enalteceu quem esteve em campo, além de cutucar o experiente Emerson Sheik, que reclamou de dores e por isso não viajou para a capital paranaense.

"A equipe está mantida. Sou de dar sequência. Feliz é aquele que aproveita a oportunidade. O Léo Gamalho aproveitou, o Léo Artur aproveitou. Não vou ter tempo para treinar, então não tem porque mudar. O time é esse. É premiar que deu a vida e lutou", disse o treinador.

Emerson Sheik sequer foi relacionado para o jogo desta quarta-feira. Já o volante Fernando Bob volta a ficar à disposição depois de ter cumprido suspensão pela expulsão infantil ainda no primeiro tempo da derrota para o Grêmio, por 1 a 0, em Campinas. A grande novidade será no banco de reservas. Recuperado de contusão, o meia Renato Cajá fica como opção para o decorrer da partida.

DESFALQUES IMPORTANTES
O técnico Fabiano Soares tem baixas consideráveis para o jogo em Campinas. Depois de não atuarem contra o Botafogo no Rio de Janeiro, os meias Felipe Gedoz e Nikão continuam vetados pelo departamento médico. Por outro lado, Matheus Anjos, que desfalcou o Furacão contra o Fogão, treinou normalmente e fica à disposição.

"Infelizmente tivemos a notícia de que o Nikão não poderá jogar, assim como o Gedoz. (Os relacionados) Devem ser os mesmos que fomos ao Rio. Logicamente, trocaremos algum para dar oxigênio e a equipe ser mais impressionante. Se a espinha dorsa tiver apta, será da partida", comentou o treinador rubronegro.

Fabiano Soares ainda pode realizar mais duas alterações em relação ao time que enfrentou o Botafogo. Sidcley e Lucas Fernandes disputam uma vaga no meio-campo, assim como Pablo e Douglas Coutinho. A definição, porém, deve acontecer apenas momentos antes da bola rolar.

Ficha Técnica

  • Fase
    Única
  • Rodada
    35ª rodada
  • Data
    15/11/2017
  • Horário
    17h00
  • Local
    Moisés Lucarelli - Campinas - SP
  • Árbitro
    Wilton Pereira Sampaio (GO)
  • Assistentes
    Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
  • Renda
    R$ 52.090,00
  • Público
    5.421 pagantes (5.997 total)
Cartões Amarelos
Ponte Preta-SP: Elton
Atlético-PR: Guilherme, Pavez, Thiago Heleno

Gols
Ponte Preta-SP: Danilo Barcelos 38' 1T, Danilo Barcelos 21' 2T
Atlético-PR: Sidcley 33' 2T
Ponte Preta-SP
Aranha;
Nino Paraíba, Yago, Rodrigo (Marllon) e Jeferson;
Naldo, Elton, Danilo Barcelos (emerson) e Léo Artur (Renato Cajá);
Lucca e Léo Gamalho.
Técnico: Eduardo Baptista.
Atlético-PR
Weverton;
Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício;
Esteban Pavez, Lucho González, Guilherme e Matheus Rossetto (Sidcley);
Pablo (Douglas Coutinho) e Ribamar (Éderson)
Técnico: Fabiano Soares.