STJD pune jogadores de Inter e Palmeiras por briga no Brasileirão

Bruno César, que já acertou sua saída do Verdão, foi punido com três jogos

Publicado em .

São Paulo, SP - O Campeonato Brasileiro de 2014 já terminou, mas as implicações jurídicas dele ainda não. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) segue julgando eventos do torneio e suspendeu os meias Bruno César e Allione, do Palmeiras, e o lateral-esquerdo Fabrício, do Internacional, pela briga envolvendo atletas dos dois clubes após jogo da penúltima rodada da Série A.

Na ocasião, nos instantes finais da partida do Beira-Rio, Bruno César agrediu Fabrício, que reagiu, dando início a uma confusão generalizada. Os dois foram expulsos e cumpriram suspensão na última rodada. No STJD, o palmeirense foi punido com três jogos, enquanto o jogador colorado recebeu dois jogos de gancho.

Bruno César e Fabrício discutiram durante partida entre Palmeiras e Inter
Bruno César e Fabrício discutiram durante partida entre Palmeiras e Inter
"Jogadores profissionais de times da elite trocando agressões dentro de campo. Isso efetivamente não pode ser tolerado. A ação dos atletas resultou num tumulto generalizado e o juiz resolveu até encerrar o jogo, sustentou o procurador, perante à Segunda Comissão Disciplinar. Os auditores, porém, rejeitaram enquadrar a atitude dos atletas como agressão.

Allione, que também se envolveu na briga, acabou suspenso por um jogo, por "ato hostil", enquanto o zagueiro Lúcio sequer foi julgado. Os clubes ainda receberam multa de R$ 2 mil pela confusão.