Seleção Brasileira de Tite será testada diante da Inglaterra em Wembley

Nos últimos treinamentos, o técnico Tite deu pistas de que deve começar jogando com os principais jogadores do elenco

Publicado em .

Depois da boa vitória por 3x1 sobre o Japão, o Brasil volta a campo na próxima terça-feira (14), às 18 horas (horário de Brasília) para um desafio mais complicado. Os adversários desta vez serão os ingleses, e a partida acontece em pleno estádio de Wembley. Jogando no mesmo campo, o English Team ficou no empate em 0x0 com a Alemanha na última sexta-feira, em um jogo em que ambos os times aproveitaram para fazer testes.

Confira os prognósticos para este grande clássico do futebol mundial, e se você é fã de apostas em futebol, fique de olho nos odds do OddsShark .com para obter os maiores lucros.

Brasil vai à campo com força máxima

Nos últimos treinamentos, o técnico Tite deu pistas de que deve começar jogando com os principais jogadores do elenco. Os testes até podem ocorrer, mas deverão ficar para o segundo tempo. Foi assim no amistoso da última sexta-feira, diante do Japão, em Lille, na França.

A seleção iniciou o jogo com uma formação muito parecida com a que vinha sendo adotada nas Eliminatórias, com exceção de Phillipe Coutinho, que ainda se recuperava de uma lesão na coxa, e por isso não ficou sequer no banco de reservas. O jogador do Liverpool já retomou os treinamentos, e poderá atuar, assim como o meia Diego, do Flamengo, que ficou afastado pelo mesmo motivo.

Foi só quando o Brasil já vencia por 3x0, que o treinador resolveu observar novos jogadores, e acabou mudando por completo a configuração do time.

O primeiro a entrar foi o goleiro Cássio, que fez sua estreia com a camisa amarela. Em seguida, foi a vez de Marcelo e Gabriel Jesus darem lugar a Alex Sandro e Diego Souza. O Japão diminuiu, mas os testes continuaram, com as substituições de Giuliano por Renato Augusto,William por Tyson, e Neymar por Douglas Costa.

Embora já tenha a base do grupo definida, a comissão técnica ainda busca opções para algumas posições pontuais. É o caso do gol, em que Alisson e Ederson parecem garantidos, mas Cássio ainda enfrenta resistências, e tem a concorrência de Vanderlei, do Santos. Na lateral direita, Danilo e Fágner disputam quem será o reserva de Daniel Alves. O jogador do Corinthians tem a confiança de Tite, com quem já trabalhou, mas o entrosamento com Ederson e Gabriel Jesus pode pesar a favor de Danilo, que atua pelo Manchester City. Rodrigo Caio, Gil e Jemerson brigam por uma vaga na zaga. O último falhou no gol dos japoneses, e pode ter perdido pontos. Do meio pra frente, disputam posição os ex-colorados Taison e Douglas Costa, e Diego Souza com Robero Firmino, do Liverpool. É claro que algum novo nome pode surgir nos próximos meses, mas o time do Brasil na Copa não deverá ser muito diferente do que vem jogando.

A seleção se saiu muito bem nas Eliminatórias, e não precisou sofrer como a Argentina para carimbar o passaporte para a Rússia. Depois da humilhação de 2014, com a derrota de 7x1 para os alemães, o escrete canarinho voltou a ser protagonista no futebol internacional, e é um dos favoritos ao título em 2018.

De acordo com os números do OddsShark .com, caso o Brasil conquiste o hexacampeonato, o apostador terá um lucro de 500%.

Ingleses apostam na garotada

Sempre muito badalada, a seleção inglesa acumulou sucessivos fracassos nas últimas Copas, e não termina entre as quatro primeiras colocadas desde 1990. Em 2014, no Brasil, foi eliminada ainda na primeira fase, depois de perder para Itália e Uruguai, e empatar com a Costa Rica.

Porém, as coisas foram bem diferentes nas últimas Eliminatórias europeias. Com oito vitórias e dois empates em seus dez compromissos, a equipe sobrou no Grupo F, e conquistou a vaga para a Copa do Mundo sem maiores sobressaltos, com oito pontos à frente da Eslováquia, segunda colocada.

Para a partida contra o Brasil, o time terá muitos desfalques, incluindo Rooney, Harry Kane, Dele Alli e o zagueiro Phil Jones. Atual campeã mundial das categorias Sub-17 e Sub-20, a Inglaterra busca renovar seu plantel, e para isso o técnico Gareth Southgate tem dado chances a jogadores jovens. Contra a Alemanha, jogaram o goleiro Pickford, do Everton, o zagueiro Joe Gomez, companheiro de Coutinho no Liverpool, o volante Loftus-Cheek, do Crystal Palace, muito elogiado pelo treinador,e a jóia do Manchester United, Marcus Rashford. A formação deverá ser a mesma na terça-feira.

Os números do OddsShark.com apontam que se o English Team conquistar o título na Rússia o apostador receberá R$ 21,00 por cada real apostado.

Equilíbrio marca os últimos confrontos

O retrospecto recente do confronto entre Brasil e Inglaterra mostra bastante equilíbrio. As duas seleções se enfrentaram quatro vezes nos últimos dez anos, com dois empates e uma vitória para cada lado. No início de 2013, jogaram uma partida amistosa no mesmo estádio de Wembley onde acontecerá a partida de terça-feira, e os anfitriões levaram a melhor pelo placar de 2x1.

Um detalhe curioso é que sempre que o Brasil teve a Inglaterra pela frente em uma Copa do Mundo, acabou campeão mundial. Foi assim em 58, 62, 70 e 2002. Fica a torcida para que os Três Leões voltem a cruzar nosso caminho pela Rússia.

Opções de investimento

Jogando completo, o Brasil é favorito diante de uma seleção inglesa muito modificada. De acordo com o OddsShark .com, o retorno para uma vitória dos comandados de Tite será de R$ 1,71/R$ 1,00, contra R$ 4,60/R$ 1,00 caso os anfitriões levem a melhor. Se a vitória brasileira vier depois de um empate no primeiro tempo, o apostador terá um lucro de 355%. Porém, caso os ingleses vençam por um gol de diferença, a margem de retorno será de 450%. Na hipótese de acontecer um gol de Neymar ou Gabriel Jesus nos vinte primeiros minutos de jogo, o valor investido será multiplicado por dez. Meu palipite é que a seleção vence por 1x0, com um gol do atacante do Manchester City.

Data e horário

14/11 – 18:00 – Inglaterra (R$ 4,60) x Brasil (R$ 1,71) Empate (R$ 3,70)